[Fluir

um banjolin audaz
inebria a minha consciência:

dedos dançarinos,
dança ondulatória

olhos rodam
braços rodam


até o teto,

roda sem parar.

2 comentários: