Autismo literal

vou deixar rodar
até a uma exaustão peculiar
e o suor vai lavar
aquilo que sobrou da minha alma
os sentidos submersos
e as conceituações obsoletas
serão rotas e perdidas em danças
sem direção,

despersonificadas
e alternadas em movimentações
coerentes entre os cegos
atos com só o que houver dentro de mim
e com o que faz-se necessário transparecer.
E a cargo do porquê e da razão
vão ser parte da infinita concessão
entre o excluir e a inclusão.

3 comentários:

  1. Veja hoje no Castelo do Poeta, http://castelodopoeta.blogspot.com, vídeo da dançarina Melissa Assumpção. Ainda tem muito mais lá. Se gostar não deixe por gentileza de comentar, seguir e indicar em nome da arte brasileira. Abaixo poema meu.

    João Lenjob


    Presente Em Meu Presente
    João Lenjob

    Eu tenho medo
    Não quero perder-te
    Nem deixar-te
    Nem que me deixes
    Não quero o futuro
    E não me preocupo com o passado
    Mas hoje nem penso em destino
    Porque evito não ter-te ao meu lado
    Evito pensar em meus caminhos
    Porque nem sei ver-te distante
    Nem tão longe e nem pouco longe
    Somente presente em meu presnte.

    ResponderExcluir
  2. Entre o incluir e a exclusão... um universo todo vazio.

    Gostei

    ResponderExcluir
  3. E = m c ²
    Se um corpo for acelerado acima da velocidade da luz, o resultado é matéria transformada em energia.

    Gostei da sua introspecção.

    ResponderExcluir